Publicidade

Magazine Luiza

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Missão da Família



Nestes dias temos visto quão grandes coisas o Senhor tem feito por nós. Principalmente como tem cuidado das famílias, é um zelo incomparável. Afinal, a família é um projeto de Deus e o desejo dEle é fortalecê-la cada vez mais..
As famílias que tiveram um encontro com Cristo são chamadas para uma missão, ou seja, desempenhar seu papel fundamental e insubstituível na construção de uma sociedade com uma consciência cristã. Onde há um resgate dos valores morais e éticos além de conduzir para um caminho justo e solidário.
A família é um “organismo” inseparável da evangelização. É principalmente através da família que o amor de Cristo é compartilhado no mundo inteiro.
Por isso, muitos missionários ao entenderem tão grande amor pelas famílias é que resolvem se doar inteiramente para a obra do Senhor em favor dos não alcançados. Quando o Senhor Jesus disse: “Ide por todo o mundo...” (Marcos 16:15) ele deixa claro que aquele que quiser permanecer com ele deve deixar-se enviar. Estar disponível para ir onde o Mestre mandar é uma condição do cristianismo.
Grande é a ceara e poucos os ceifeiros...” (Mateus 9:37) É grande o número dos que ainda não experimentaram da graça do nosso Senhor, por isso a urgência com o trabalho. A missão é alcançar a todos, usando todos os meios disponíveis pelo nosso Senhor.
Fazer missão é ter a certeza que será preciso investir tempo, forças e talentos, sem colocar limites à sua dedicação. Todo o trabalho e esforço empregado na ceara é simplesmente com uma finalidade, anunciar e alcançar a toda criatura.
Quando Jesus subiu para o céu, os apóstolos receberam a confirmação de que era chegada a hora de ir e explorar os campos ainda virgens, ou seja, os perdidos, os cansados e oprimidos. A missão fora levado tão à serio por estes homens que não houve tempo de ajuntar as “trouxas de roupas”, a bíblia diz que os discípulos imediatamente saíram pregando e anunciando as Boas Novas. E apesar de o Senhor Jesus ter subido aos céus, os apóstolos não ficaram sozinhos, a presença era ainda mais real pois, o Espírito Santo passou a habitar no coração de cada um deles.
Antes de ir às terras distantes e desconhecidas é necessário estar com o coração aberto às mudanças que virão e ao acolhimento dos irmãos que ainda não são por você conhecidos. Os costumes e as diferenças a principio poderão deixar você chocado, mas o amor de Cristo com certeza fará você superá-las.
E então, está preparado?

Soli Deo gloria

Wanderson Sabino

Teologia Sem Mensalidade

Publicidade

Poderá gostar também de: