Publicidade

Magazine Luiza

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Pregador ou Ator




Certo dia estava eu ouvindo um pregador e comecei a pensar sobre o relacionamento entre o homem e Deus. Me peguei questionando: Porque é tão fácil pra alguns compreender o plano salvífico e ao mesmo tempo tão complicado pra outros? Porque alguns conseguem sentir "aquilo que Deus sente" (compaixão por exemplo) em determinadas situações e outros não? Além de várias outras perguntas que ficaram remoendo dentro de mim.

Jesus fala algo que é muito interessante "Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus". (João 3:3) Estas palavras respondem muitas perguntas.
Os padrões morais que eram condenados num passado não tão distante, hoje é tão comum à todos, tão normal e além disso, são protegidos por Leis Internacionais. Não se pode falar qualquer coisa porque é arriscado ir preso. Não se pode ir contra algumas atitudes, porque pode ser considerado ato de discriminação.
As pessoas já não têm referências, aquilo que era proibido já não é mais.
Lembremo-nos dos Estados Unidos, considerado uma nação cristã, uma nação que temia ao Senhor, que fazia a leitura da Bíblia nas escolas antes do início de cada aula, agora, essa prática tornou-se proibido. Nem mesmo orações, pois, a Suprema Corte defende repetidamente que os funcionários da escola pública sejam neutros em seu tratamento de religião, sem mostrar nem favoritismo nem hostilidade contra a expressão religiosa como a oração.
Nicodemos não entendia o que o Senhor Jesus dizia. Ele era considerado mestre no meio do seu povo. Tinha muito conhecimento, era um homem respeitado e muito sábio, porém não entendia as palavras de Jesus.
O povo assim como Nicodemos, entendia das coisas do mundo e não daquilo que era do Reino, ou seja, entendia do que era carnal e não do que era espiritual.
Ao observar os pregadores da atualidade, percebo que está havendo um declínio nesses últimos dias. Temos muitos atores, humoristas e contadores de histórias nas tribunas, levando uma mensagem que pouco ou em nada edifica. Falta o verdadeiro ensino da palavra.
É sempre assim, quanto mais aprendemos, descobrimos que temos necessidade de aprender muito mais.

Que o Senhor nos ajude.



Wanderson Sabino.

Teologia Sem Mensalidade

Publicidade

Poderá gostar também de: