Publicidade

Magazine Luiza

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Geração Escolhida


Faz algum tempo que estou sentindo uma grande inquietude, apoquentação, nervosismo, preocupação ou a definição que você achar melhor.


A verdade é que nossa geração está passando. Aquela geração que por volta de 2001/2002 estava cheia de planos quanto ao Reino de Deus, que participava de acampamentos e encontros de avivamento onde todos foram cheios do "poder de Deus", essa geração está sucumbindo. Ela ainda é chamada de Geração Forte, porém o que se vê é o contrário. Uma geração cada vez mais fraca, doente, que se contenta com os chavões do tipo: "Geração Profética, Geração Santa, Geração que vai marcar o mundo ou Geração Escolhida ?" A qualquer hora a doença pode se agravar e o resultado será a morte dela.

E aqui estou eu, vendo a minha geração passar...

Não é aqui que eu quero estar, a minha vontade é de sair por aí com vocês gritando em alto e bom som pelos quatro cantos dessa Terra anunciando as boas novas de Deus, que o Senhor está voltando e que o avivamento chegou. Dizer também pra ouvirem o que as pessoas nos altares estão falando, simplesmente pelo fato de serem "de Deus". Mas não posso assumir esse risco, minha consciência me confrontaria e não deixaria eu mentir. Sendo assim me restam apenas duas alternativas, calar e deixar que cada um se vire sozinho (o que me deixaria com um peso na consciência) ou encarar os fatos e falar.Eu prefiro falar. Sei que muitos não irão gostar, mas não estou aqui pra fazer a minha ou a sua vontade. "Importa que Ele cresça e que o Seu reino se estabeleça".

Amo a nossa nação e isso é verdade, mas é realmente perturbador a quantidade de mentirosos que existem no meio dos crentes. Pessoas que só têm "lero-lero". Será que ninguém pensa antes de abrir a boca? Fala de santidade e vive no pecado com a desculpa de que pode pedir perdão a Deus. Dizem que amam a Deus, mas na primeira oportunidade se entregam aos braços desse mundo. Falam em revolução, porém não encontramos ninguém com compromisso suficiente para se revoltar contra o pecado, ou seja, não há revoltados. O que se ouve são apenas palavras jogadas ao vento e que quem quiser se apegar a alguma delas que então pegue. Não sou o único a perceber tudo isso. Aquele pra quem você fez votos, derramou lágrimas de crocodilo e até mudou a entonação na voz para demonstrar a sua sinceridade, Ele sabe de tudo.

Por onde anda os adoradores extravagantes? Já não os vejo mais.

O problema todo, acredito que não está em quebrar os votos feito com Deus, embora o livro da vida nos ensina a não fazer votos de tolo, mas o principal problema está na inssistência dos líderes em querer profetizar coisas grandes para esssa geração, ao passo que deveríam alertar que o tempo está se esgotando, que o fim vem e que não podemos perder tempo.

Chega de congressos e acampamentos gospel, é hora de acabar com o oba-oba. Precisamos fazer como muitos que marcaram suas gerações por exemplo : Davi, Daniel, Jesus, Billy Graham, Joyce Meyer e tantos outros.

Fico de Face com essa idéia de "vamos escrever a história de Deus nessa nação", porque ela não sai dos projetos. Todo final de ano nas assembléias é o mesmo papo de que o novo ano será diferente, porém onde estão as pessoas que conseguimos alcançar pra Jesus? Porque as cadeiras continuam vazias e o entusiasmo, a motivação de muitos já não existe mais ?

Por mais doído que seja, a verdade é que o nosso fim está próximo. Esta geração está passando e não adianta fazer cara feia ou brigar com aqueles que estão se dispondo, se levantando pra fazer aquilo que você com a sua unção de sofá não fez. A triste verdade é que tempo e fruto falam bem mais alto que os gritos de gritarras e baterias desafinadas que ecoam tentando impressionar todo sábado à noite nos cultos (quase vazios) de jovens.

Pode crer que essa geração está se apagando. Ainda creio que uns poucos ainda farão história nessa nação. Não podemos negar o chamado de Deus para esta geração. O fato de responder ou não são outros quinhentos. Se ela preferiu pegar a sua parte e gastar como fez o filho pródigo ou guardar o seu talento com medo de perdê-lo só Deus poderá julgar no dia do Juízo Final.

Hoje muitos estão casados, tem filhos, outros estão por aí meio perdidos sem saber o que fazer da vida ou ainda vivem das lembranças daquele tempo em que Deus estava chamando essa geração. Alí foi derramado um poder sobrenatural, onde todos gritavam desesperados por fazer a vontade de Deus. Queriam ser levados aos confins da Terra para pregarem a mensagem da cruz. Mas eles não foram... Houve planos, sonhos, mas só ficou no papel. Hoje é possível acompanhar algumas mensagens de motivação, mas... o tempo está passando.

Todo aquele potencial disperdiçado, em busca de dinheiro, diplomas, cargos e reconhecimento humano. Todo aquele poder recebido foi inútil se é que posso dizer assim. Se não serviu pra cumprir o propósito para o qual foi estabelecido, então se tornou em nada.

Mas apesar de tudo isso existe uma boa notícia. Afinal, servimos um Deus de boas novas. Como dizia o nosso amigo Davi: "Enquanto há vida, há esperança". Creio que se alguns ainda dessa geração que estão cansados de ouvirem aquelas mensagens de puxa saco, se levantarem com compromisso, tenho certeza que a próxima geração será influenciada.

Meu desejo é um dia poder ouvir a seu respeito, saber que você se cansou de ficar no sofá e decidiu compartilhar com o mundo a unção recebida. Porque dessa vez você resolveu atender ao chamado de Deus. Agora vá, Jesus está à porta, o tempo está se esgotando e o fim vem.
Faça tudo por amor a Deus e não por medo de ir para o inferno. Tudo isso é só até que Ele venha.

Wanderson Sabino.

Teologia Sem Mensalidade

Publicidade

Poderá gostar também de: