Publicidade

Magazine Luiza

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Edificando Para Ser Edificado

PARTE 1

Pelo que exortai-vos uns aos outros, e edificai-vos uns aos outros, como também o fazeis.” (I Tessalonicenses 5:11).

Quando pensamos em edificação imaginamos logo um edifício ou uma casa em construção. Pensamos nos alicerces, nas colunas e paredes e nos telhados. 
 
Esse mesmo pensamento deve servir para o ser humano. Estamos em constante construção e o Senhor está cada dia acrescentando um tijolinho em nós. 

O que precisamos saber é onde estamos alicerçados, se nossas bases estão bem fundamentadas.

Numa construção o item principal é a base, se não estiver firme todo o edifício estará comprometido. Na primeira tempestade ou enchente ela não suportará.

Quando nos convertemos ao Senhor Jesus, a primeira coisa que nos é ensinado é não desgrudar da Bíblia, se possível “comê-la” de tanto ler. A leitura da Bíblia é muito importante para o cristão. Se queremos entender o plano de salvação e o propósito de Deus para a humanidade, é imprescindível tal dedicação.

Mas no começo não é tão simples como parece, o recém-convertido precisa de alguém pra caminhar com ele, ou seja, orientá-lo a respeito da nova vida.
Se até mesmo aqueles que já possuem alguns anos de convertidos precisam de conselhos, exortações e orientações de modo geral, quanto mais os novos convertidos.

Existem algumas fases que precisam ser observadas para que a construção seja realizada com sucesso. A dedicação dos trabalhadores, as experiências de cada um deles, os cuidados com o material e a colaboração de uns com os outros fazem com que a obra fique pronta e bem feita.

Em nossa vida com Deus existe também alguns aspectos da edificação e podemos destacar três, são eles: Edificação diária, espiritual e ministerial.
Na rotina do dia a dia, precisamos edificar aqueles que estão à nossa volta. Levar palavras de ânimo, de alegria e de salvação, além de exortar quando preciso for. 

É necessário estar atento quanto as necessidades do nosso próximo para que ele seja suprido. Isso também é uma forma de edificar o nosso próximo.

Apesar da correria do dia a dia é possível parar um pouco e pensar nas coisas que temos (habilidades e bens materiais) que pode ser útil para edificação do nosso próximo e aquilo que precisamos para nosso crescimento.

É comum numa conversa informal com algum colega ou vizinho cada um expor um determinado tipo de dificuldade e necessidade, e é nessa hora que você pode contribuir para a edificação e assim Deus será glorificado. 

Muitas vezes um simples conselho ajuda, mas em outras ocasiões é necessário ajuda financeira ou profissional. 

Por exemplo: Se você é um advogado poderá ajudar em uma causa e não cobrar os honorários pelo seu trabalho ou se algum jovem ou adolescente está com dificuldades em determinada matéria na escola e você domina o assunto, poderá edificá-lo ensinando a matéria.

No corpo de Cristo cada um desempenha uma função e precisamos uns dos outros para que o corpo funcione de maneira tranquila e saudável.

Wanderson Sabino
In amore et societatem

Teologia Sem Mensalidade

Publicidade

Poderá gostar também de: